/Formação

27/jul/09 por Bob Ferraz

Produto de exportação: Rafael Rizuto

FacebookTwitterPinterestEmail

010277112411080421) Faça uma trajetória da sua carreira até hoje.

Desde pequeno sempre gostei de desenhar, modelar e fazer tudo que tivesse a ver com arte. Na hora de escolher qual curso iria prestar pro vestibular, estava na dúvida entre Artes Plásticas e Design. Como não queria passar a vida "liso", optei, ingenuamente, por Design. Como naquela época estágio em Design estava muito complicado, decidi correr pra publicidade. Vi que no Mural de Comunicação estavam selecionando estagiários pra MV2. Entre as 12 pessoas que estavam competindo, dez eram estudantes de Publicidade e dois de Design. Foram selecionados os dois projetos de designers: o meu e de um  amigo, Leonardo Rosa Borges, que inclusive trabalha comigo aqui na Ogilvy Dubai. Depois disso, passei uns 3 anos entre estagiário e Diretor de Arte na DA/DPA, onde tive como umas das minhas duplas e aluno (rsrs) o Ali, atual Diretor de Criação do Gruponove. No final de 2005, Rique me chamou pra trabalhar num projeto secreto, o que viria a ser a RGA.

Passei pouco mais de um ano lá... um ano muito intenso, de muitos pitches ganhos e muitos fins de semanas perdidos. Foi um dos lugares onde mais aprendi. No final de 2006, fiquei sabendo por um amigo que estavam selecionando designers pra trabalhar no Bahrain. Pensei: "por que não?". Como diz o ditado, "malandro é o metrô que entra no buraco e leva todo mundo junto", chamei Leo pra mais essa empreitada. Dentre vários designers competindo, inclusive de fora do país, eu e Leo fomos selecionados. Entre saber da existência desse lugar e nosso primeiro dia de trabalho lá, foi pouco mais de um mês. Ficamos 8 meses por lá trabalhando pra clientes como Audi e Ritz-Carlton Middle East. Depois, passamos um perrengue danado com um chefe meio escrotão, até que, no final de 2007, recebemos a proposta pra virmos pra cá, pra Ogilvy de Dubai. Estou aqui até hoje. Tem sido uma experiência legal. Ano passado ganhei o Cannes Young Lions Middle East e fui representando todo o Oriente Médio na competição global em Cannes. Já nesse ano, ganhamos vários prêmios, inclusive 2 shortlists em Cannes e outro no One Show, com a campanha contra o cancer de mama, o "One Breasted Mannequin".

2) Quais foram as maiores dificuldades que sentiu quando chegou?

A minha maior dificuldade foi a língua. Não a árabe, mas o inglês. Não sabia almost fucking nothing.

3) E as oportunidades?

Além da experiência de vida, a oportunidade de trabalhar com grandes marcas e ter meu trabalho reconhecido mundialmente.

4) Uma curiosidade.

O corpo de bombeiros aqui é amarelo. Quer saber mais? Vai lá no meu blog http://rizuto.wordpress.com/

5) O maior desafio.

Entender o inglês dos indianos. Aqui tem uma "tuia" deles.

6) O que o mercado nordestino pode aprender com esse mercado?

A vantagem daqui é que o povo pensa mais global e olha mais o que está acontecendo pelo mundo. A impressão que dá é que aí (no Nordeste) o pessoal se espelha muito em São Paulo, um modelo que já não está dando mais certo. Layout bonito e título engraçado ainda ganha, mas a comunicação de hoje não é só mais isso.

7) O que esse mercado pode aprender com o nordestino?

Trabalhar duro. Aqui o povo é meio preguiçoso, falta paixão, tara, dedicação. Isso é uma coisa que eles admiram muito no brasileiro.

8) Já pensou em desistir e voltar?

Já, mas desisti.

9) O que os diretores criativos daí querem ver nos portfólios?

Campanhas integradas, ou seja, uma idéia que passe por vários canais. O povo fala muito dessas novas mídias, mas o que importa mesmo é a "Big Idea". Tem que ser simples, tem que engajar as pessoas, fazer com que elas passem pra frente, dividindo com os amigos. Quem está fazendo isso impecavelmente é a Crispin Porter + Bogusky. Vale a pena conferir os que esses caras estão fazendo.

10) Três conselhos para quem deseja seguir os seus passos.

1- Ser inquieto e nunca estar satisfeito com nada.

2- Por mais que leve na cabeça, não desista. "Lose is more then hesitate", como diria o Queens of Stone Age.

3- Sempre procure fazer o melhor, por mais que sua mãe diga que está maravilhoso.

Tags relacionadas

Envie para um amigo

(Use a vírgula para informar mais de um endereço)

3

Comentários

  1. Autor:
    Janayna Velozo
    Data:
    29/jul/09
    Hora:
    2:23

    Rafa... já andei te petulando no teu blog, mas não resisti a vir aqui e ler essa entrevista, já que admiro muito teu trabalho. Parabéns por todas as conquistas e quando eu for pra Dubai, dou um pulo no teu cafofo pra gente conversar!! Xêru enorme!!

/Outras Seções

/ Twitter @ GogoJob

"Diretor de Arte – Fortaleza http://t.co/GOCCGWC6l6 #GogoJob"
"Estágio em Direção de Arte – João Pessoa http://t.co/s5ZK9GaFU4 #GogoJob"
"Estágio em Redação – João Pessoa http://t.co/ZgQZFNK7io #GogoJob"
"Designer Gráfico – Recife http://t.co/0DKHnIFrp5 #GogoJob"
"Estágio em Redação – Recife http://t.co/JGh1zxBNOx #GogoJob"
"Confira as nossas últimas vagas - http://t.co/ycMdi5gyhz #GogoJob"
"Designer Gráfico – Recife http://t.co/ynPZ1zIkpD #GogoJob"
"Diretor de Arte Júnior – Recife http://t.co/n1lreZVRfh #GogoJob"
"Entrevista com Max Leal, publicitário paraibano que será homenageado em Gramado - http://t.co/wnWj9eybsr #GogoJob"

2004-2020 © Todos os direitos reservados Gogojob
Empregos e Formação Publicitária no Nordeste
Desenvolvido por Concepto Internet, utilizando o WordPress