/Formação

02/jul/12 por Vanessa Maciel

Entrevista com Rod Henriques: a experiência de quem trabalha fora do Brasil

FacebookTwitterPinterestEmail

Trabalhar em outro país, num mercado com uma cultura diferente, verbas de grandes clientes e ter contato com os maiores nomes da publicidade é algo que a maioria dos publicitários já quis fazer em algum momento de sua carreia. Rod Henriques é um dos que "been there, done that, bought the t-shirt ". Ele começou como redator aqui no Nordeste há onze anos. Daqui, seguiu pra São Paulo e decidiu migrar para a área do design. Foi para os Estados Unidos onde trabalhou na DDB e na TBWA/ChiatDay. De lá pra cá ele já trabalhou nas maiores agências do mundo, como a Saatchi&Saatchi (Alemanha), Jung von Matt (Alemanha), Scholz & Friends (Alemanha) e hoje é diretor de criação da Innocean Worldwide.

Como foi migrar da redação para a direção de arte?
Por incrível que possa parecer, não foi um processo tão complicado. Quando eu era redator, já curtia muito fotografia, edição de vídeos e de fazer meus próprios layouts no PS, então isso facilitou bastante a transição. Optei pela direção de arte quando mudei para os EUA e resolvi aceitar a vaga de DA em uma agência pequena de Los Angeles, mas que atendia uma parte da conta da Disney. Confesso que quando peguei meu primeiro briefing como DA deu um frio na barriga, mas hoje tenho certeza que fiz a escolha certa.

Que tipo de feature profissional levou você pra fora do país? Trabalhar em SP ajudou?
Acho que o feature que mais me ajudou foi versatilidade e a capacidade de adaptação. Eu nao trabalhei muito tempo no Brasil, mas toda experiência que a gente possa acumular é sempre válida e, com certeza, ajuda bastante. Existe uma frase do Einstein que diz: "The only source of knowledge is experience“. Então, quanto mais experiência, não importa de onde ela venha, melhora seu desenvolvimento criativo.

Qual a diferença entre o mercado brasileiro e os mercados onde você trabalhou?
Existem várias diferencas entre os mercados, mas acho que tanto aqui como nos EUA a maior diferença é o fato das agências não ganharem a verba de mídia diretamente dos veículos. Não existem departamentos de mídia. Não se sente tanto a obrigação de fazer o básico: comercial de TV e anúncio para revista. Ano passado participei do lançamento europeu de um carro usando basicamente só a internet como mídia. Acho que isso no Brasil seria meio inviável. Mas já estou fora do mercado brasileiro há 9 anos e cada mercado tem suas peculiaridades e hábitos. O que funciona aqui não necessariamente funcionaria no Brasil e vice-versa.

Como as agências trabalham o digital? Possuem um núcleo digital ou todos pensam de forma integrada em ações online?
Todo mundo pensa integrado. Convergência de mídias é o caminho já faz muito tempo. Os núcleos digitais existem mais para ajudar na execução e apoio às ideias, mas nada impede que eles também pensem offline e saiam com uma campanha integrada com digital e print por exemplo. O digital hoje representa 1/5 de tudo que é gasto com publicidade no mundo, então, na configuração atual do mercado, quem não pensa integrado está meio obsoleto e perdendo dinheiro. Não que o digital seja ideal para tudo, mas hoje é uma ferramenta tão ou até mesmo mais importante que a televisão. E quando eu falo digital estou incluindo o mobile, que já é um passo a frente no digital. Mas não esquecendo que todas essas novas mídias funcionam em sinergia como as antigas. O que mudou mesmo foi a linguagem.

De qual projeto você mais se orgulha de ter feito parte?
Participei de um projeto muito bonito da Procter & Gamble junto com a UNICEF, que doava vacinas para países de terceiro mundo, principalmete da Ásia e África. A cada fralda comprada da Pampers, uma dose de vacina era doada pela P&G. No total foram doadas mais de 100 milhões de vacinas.

Como é  o seu dia-a-dia profissional?
Como o da maioria dos publicitários: chegar cedo, jobs, reuniões, viagens, gravações, mais reuniões, apresentações para o cliente, e-mails, longas horas ao telefone, brainstorm, comida delivery e sair tarde da agência.

Uma dica para quem que trabalhar com publicidade fora do país.
- Tenha um amigo ou pelo menos um contato no mercado para qual está pensando ingressar. Networking na nossa profissão, às vezes, vale mais que um Leão em Cannes;

- Tenha uma pasta diversificada em inglês (não só prints), com, no máximo 20 peças;

- Domine o idioma do país que está planejando mudar ou pelo menos seja fluente em inglês, que é a língua universal;

- Não pense em ir pra Portugal porque lá falam português, pois lá eles "não falam português" e você terá que reaprender outra língua;

- Risque a palavra saudade do seu dicionário e o elemento picanha da sua dieta, a não ser que queira ir para o Uruguai ou Argentina;

- Seja obstinado, paciente e persistente;

- Depois de quase 10 anos fora eu gostaria de dar um conselho para quem pensa em sair do país: não faça.

Tags relacionadas

Envie para um amigo

(Use a vírgula para informar mais de um endereço)

4

Comentários

  1. Autor:
    Leo Vissotto
    Cidade:
    João Pessoa
    Estado:
    PB
    Data:
    02/jul/12
    Hora:
    10:28

    Grande Roddy!
    um amigo e profissional fora de série! Sucesso!

  2. Autor:
    Raiff Pimentel
    Cidade:
    João Pessoa
    Estado:
    Paraiba
    Data:
    03/jul/12
    Hora:
    10:34

    Grande Rod Henriques,
    esse cara nasceu com uma grande estrela,
    tenho grande admiração pela sua história e seu trabalho,
    um verdadeiro exemplo! Sucesso Rod!

  3. Autor:
    Antônio Martins
    Cidade:
    Joao pessoa
    Estado:
    Paraiba
    Data:
    10/jul/12
    Hora:
    1:42

    Parabéns Rod, O seu sucesso se traduz em persistência, amor pelo que faz e muita dedicação, no final do ano prometo uma Picanha.... Abraços e beijos em todos

/Outras Seções

/ Twitter @ GogoJob

"Diretor de Arte – Fortaleza http://t.co/GOCCGWC6l6 #GogoJob"
"Estágio em Direção de Arte – João Pessoa http://t.co/s5ZK9GaFU4 #GogoJob"
"Estágio em Redação – João Pessoa http://t.co/ZgQZFNK7io #GogoJob"
"Designer Gráfico – Recife http://t.co/0DKHnIFrp5 #GogoJob"
"Estágio em Redação – Recife http://t.co/JGh1zxBNOx #GogoJob"
"Confira as nossas últimas vagas - http://t.co/ycMdi5gyhz #GogoJob"
"Designer Gráfico – Recife http://t.co/ynPZ1zIkpD #GogoJob"
"Diretor de Arte Júnior – Recife http://t.co/n1lreZVRfh #GogoJob"
"Entrevista com Max Leal, publicitário paraibano que será homenageado em Gramado - http://t.co/wnWj9eybsr #GogoJob"

2004-2019 © Todos os direitos reservados Gogojob
Empregos e Formação Publicitária no Nordeste
Desenvolvido por Concepto Internet, utilizando o WordPress