/Formação

19/jul/12 por Agnes Pires

O ser criativo – Por Fernando Raposo

FacebookTwitterPinterestEmail

Por Fernando Raposo, publicitário e ilustrador.

Recentemente tive um bloqueio criativo. Passei um dia inteiro com a mente vazia, olhando para o papel e nada vinha à mente. Ela estava neutra, um vácuo, sem luz. Me senti perdido, sem rumo e disse a mim mesmo, e agora?

Todos nós vivemos sob pressão e saber lidar com o corre corre do dia a dia; pode ser bom aos olhos de alguns patrões, mas esses elementos, na maioria das vezes, são os que mais prejudicam o surgimento de novas ideias.

A liberdade é fundamental para criar. Por isso, muitas vezes precisamos construir condições favoráveis para que as ideias fluam. Mas o que fazer quando a ideia não vem naquele momento? Qual seria o momento ideal? Não existe momento ideal!

Eu mesmo já tive insights nos mais diversos lugares, mas posso afirmar que a melhor forma de ter novas ideias é ocupar a mente com algo, ou seja, trabalhar! Estimular o cérebro é a melhor forma de proporcionar condições para criar. Um local de trabalho favorável e harmônico seria o ideal para desenvolver suas potencialidades criativas.

Nunca espere por uma ideia, porque provavelmente ela não virá, mas experimente trabalhar, potencializar a mente, certamente os seus neurônios irão te mostrar novos caminhos e possibilidades criativas. É batata!

Já tive ideias das mais diversas enquanto trabalhava e quando a ideia chegava, vinha como um facho de luz entre nuvens nubladas.

Aconteceu? Anote! Registre tudo que possa vir a te ajudar. Não caia nessa de que pode se lembrar do insight, porque às vezes a ideia vem e vai. Anotando, temos condições de marcar aquele momento em que os neurônios pipocaram! Para terem uma noção, boa parte deste texto foi escrito originalmente a mão em pedaços de papel...

A ousadia faz parte do tempero para construir uma boa ideia. Em muitos casos criamos, e os clientes vetam. No final das contas, o que fica é mais do mesmo, sem a energia que foi despendida originalmente... O cliente precisa apostar na ideia.

Tomo como exemplo as campanhas de cerveja. Elas possuem os mais diversos conceitos e por mais loucos que possam parecer, o cliente aprova, aposta e sabe que tais ideias são viáveis. O cliente que compra uma boa ideia pode ser considerado um bom cliente. O cliente ruim seria aquele que adora dar pitacos, se achando capaz de conduzir o processo criativo, vendo no profissional de criação apenas uma extensão de seu ego.

Uma vez me chamaram de “criativo”.  Um novo mundo se abriu para mim naquele instante, como se eu fizesse parte de um clube seleto de notáveis, que usavam a mente como grande ferramenta de trabalho, nos distanciando dos meros mortais. Eram os meus primeiros anos atuando no mercado de publicidade. Sangue novo mente aberta, praticamente um cérebro em constante brainstorm.

Hoje percebo que ser criativo é ter condições para criar! Infelizmente o “bora bora” faz parte de nossas vidas e precisamos aprender a lidar e tolerar esse desespero que se instalou no mercado.

Lembro que as ideias brotam dos recantos mais profundos do cérebro e em situações das mais inesperadas, por isso, esteja sempre atento. Seja crítico e autocrítico. Não se esqueça de que o mundo é mundo graças à curiosidade humana. Questione! Questionar nos faz pensar e nos ajuda a ter uma nova visão das coisas!

Uma vez me chamaram de polêmico... Se pensar é ser polêmico, então eu sou!

Não nascemos criativos, mas nos tornamos criativos. Trabalhar a mente nos ajuda a criar em sequência, como uma corrente, cheia de elos que se conectam.

Espero que este texto tenha ajudado a clarear a mente daqueles que ainda esperam por aquela grande ideia, que mudará suas vidas para sempre...

____

Saiba mais sobre Fernando Raposo aqui.

Tags relacionadas

Envie para um amigo

(Use a vírgula para informar mais de um endereço)

0

Comentários

/Outras Seções

/ Twitter @ GogoJob

"Diretor de Arte – Fortaleza http://t.co/GOCCGWC6l6 #GogoJob"
"Estágio em Direção de Arte – João Pessoa http://t.co/s5ZK9GaFU4 #GogoJob"
"Estágio em Redação – João Pessoa http://t.co/ZgQZFNK7io #GogoJob"
"Designer Gráfico – Recife http://t.co/0DKHnIFrp5 #GogoJob"
"Estágio em Redação – Recife http://t.co/JGh1zxBNOx #GogoJob"
"Confira as nossas últimas vagas - http://t.co/ycMdi5gyhz #GogoJob"
"Designer Gráfico – Recife http://t.co/ynPZ1zIkpD #GogoJob"
"Diretor de Arte Júnior – Recife http://t.co/n1lreZVRfh #GogoJob"
"Entrevista com Max Leal, publicitário paraibano que será homenageado em Gramado - http://t.co/wnWj9eybsr #GogoJob"

2004-2019 © Todos os direitos reservados Gogojob
Empregos e Formação Publicitária no Nordeste
Desenvolvido por Concepto Internet, utilizando o WordPress